Já pensou em usar a tecnologia para gastar menos? Manter um negócio não é fácil, e encontrar meios de reduzir os custos da clínica médica pode fazer a diferença para o crescimento sustentável e sucesso dela. Com a contratação de um software de gestão, isso é possível!

Antes de mais nada, é interessante mencionar que, por si só, o custo de implementação de um software de gestão médica compensa os gastos dos papéis e outros materiais de arquivo, gerando economia. Mas não é só isso!

Softwares de gestão contam com funcionalidades que, quando bem aproveitadas, não apenas otimizam atividades de rotina da clínica, como também contribuem para a redução de gastos.

Para ajudar a entender melhor essa questão e a saber como reduzir os custos da clínica médica, apontamos 7 passos sobre como potencializar o uso do software em nuvem em favor do seu negócio. Interessado? Acompanhe!

7 passos para cortar custos da clinica medica com um software na nuvem

Escolha um sistema de gestão

Todas as instituições de saúde, grandes ou pequenas, enfrentam problemas organizacionais que poderiam ser minimizados com um software para clínicas. As soluções melhoram tanto o atendimento na saúde quanto a administração das unidades.

Ao optar por um sistema operacional, as plataformas inteligentes e interativas otimizam o tempo e agilizam as rotinas de trabalho. Existe grande variedade, mas o mais adequado deve ser um fator de mudança interna. O que se deve levar em conta é:

  • Segurança de dados;
  • Atendimento personalizado;
  • Prescrição digital;
  • Integração de recursos e funções;
  • Redução de custos;
  • Diminuição de erros.
  • Interação eletrônica em tempo real com o paciente

Faça relatórios de gestão

O software de gestão não serve apenas para otimizar a realização de tarefas rotineiras e burocráticas. Por meio dele é possível coletar dados sobre a clínica, que vão desde o número de pacientes atendidos num dado período à variação de gastos com materiais diversos.

Esses dados podem ser utilizados para o desenvolvimento de relatórios de gestão que indiquem caminhos sobre como reduzir os custos da clínica médica, por exemplo.

Isso porque, por meio deles, é possível fazer uma boa análise de custos e ganhos e, a partir disso, realizar projeções, planejar cortes ou investimentos e remanejar despesas e recursos.

Utilize estatísticas para gerenciar compras

Os dados compartilhados por meio do software de gestão médica também podem ser utilizados para a criação de estatísticas sobre diferentes setores. Dentre eles, o estoque.

Toda clínica médica precisa garantir que haja material suficiente para a realização de suas atividades diárias. E isso inclui ferramentas médicas utilizadas em consultas e procedimentos, medicamentos e afins. E inclui, também, itens como papel, canetas, água e copos descartáveis, produtos de limpeza e outros.

Em suma, há muito para ser gerenciado e, por meio das estatísticas, é possível fazer previsões sobre quando e qual a quantidade de um determinado produto ou material precisa ser adquirido.

Além de contribuir para a manutenção de um estoque atualizado, esses dados tornam mais fácil a rotina de compras, bem como o processo de negociação com fornecedores. Como resultado, gastos desnecessários são evitados e valores mais interessantes podem ser estabelecidos.

Aproveite a integração do sistema

O software de gestão possibilita a integração de todos os sistemas da clínica e algumas vantagens já foram mencionadas neste post. Vale saber, ainda, que essa característica pode ser usada para facilitar o controle financeiro do relacionamento com os convênios, ajudando a reduzir em até 70% o número de glosas médicas.

Além disso, o software possibilita a integração com sistemas de outras instituições, como farmácias a laboratórios. Aproveitar essa possibilidade para firmar parcerias pode otimizar a utilização de recursos da clínica e reduzir gastos.

Estabeleça um relacionamento com a empresa contratada

A contratação de um software de gestão médica é feita junto a uma empresa especializada. É ela que se torna responsável por fazer a atualização dos sistemas, reduzindo os custos da sua clínica com a contratação de pessoal extra ou com a aquisição de novas ferramentas ou recursos.

Estabelecer um relacionamento com essa empresa vai garantir que você se certifique de que esses serviços estão sendo cumpridos e evite contrair gastos desnecessários para a manutenção do sistema da clínica.

Tudo isso vai servir, também, para garantir o bom funcionamento do software no dia a dia, reduzindo ou eliminando o risco de falhas ou paralisações que possam gerar perdas e prejuízos para a clínica.

6) Otimize o uso do espaço e de recursos

Está na nuvem uma das respostas sobre como reduzir os custos da clínica médica. O software que opera por meio da internet não demanda o uso de espaço físico na clínica para a alocação de equipamentos.

Além disso, reduz a necessidade de arquivos físicos para armazenagem de cadastros, históricos e outros documentos. Nesse sentido, dependendo do funcionamento da clínica, é possível reduzir gasto com aluguel ou até ampliar sua capacidade de atendimento, gerando lucro.

Vale mencionar, ainda, a redução nos gastos com compra de papel e outros materiais de escritório que passam a ser menos necessários na rotina de uma clínica digitalizada.

Confira sua conta de energia

Servidores físicos são equipamentos necessários para a utilização de um sistema na rede de computadores de uma clínica médica. Em geral, dependendo do funcionamento do local, esses servidores passam por períodos ocioso, mas, ainda assim, consomem energia.

Um software em nuvem, porém, além de mais flexível, elimina a necessidade do uso desses servidores na clínica, levando à redução do consumo e da conta de energia elétrica.

 

Fonte de pesquisa: https://blog.vitta.me/dicas-sobre-financeiro/7-passos-para-cortar-custos-da-clinica-medica-com-um-software-na-nuvem/